TEMA: Felicidade no casamento



Tema: FELICIDADE NO CASAMENTO

O propósito de Deus para todos aqueles que são casados é a felicidade conjugal. Infelizmente, essa não tem sido a realidade de muitos casais.

Temos visto muitos casamentos burocráticos, superficiais, toleráveis. Imaturidade, disputas, críticas, agressões, falta de carinho e companheirismo tem sido alguns dos problemas conjugais e que tiram o brilho da vida a dois.

É urgente a necessidade da igreja ministrar diretamente aos casais.
Quando pensamos e avaliamos a profundidade do relacionamento conjugal, ‘’...e serão uma só carne’’, expressa em Gênesis 2.24, imaginamos o quanto o plano original de Deus para o casamento tem sido frustrado. Certamente o Senhor tem se entristecido com isso.
Portanto, torna-se um valor inestimável trabalhar para ver casamentos mais felizes, pessoas mais realizadas em seus casamentos.
Concordamos com o interessante pensamento de Paul E. Holdcraft, quando afirma: ‘’há casamentos fracassados, mas tal fato não prova que o matrimonio é um fracasso’’. O casamento é uma invenção de Deus – e Deus sempre tem idéias muito boas.
Permanecer casado e feliz é tarefa que requer trabalho todos os dias. É preciso que os casais saibam disto. E a igreja deve trabalhar para que os casais tenham essa consciência e busquem a tão desejada felicidade conjugal.
Homens e mulheres tem se casado com muitas expectativas irreais e imaginação dos contos de fadas. Casamento é romantismo, relação sexual, palavras de amor; mas também é rotina, filhos, profissão, dinheiro, etc.
Sabiamente, Gary Smalley, em seu livro, “O Amor que Permanece para Sempre”, escreve: “Todo casamento terá seus tempos bons e maus, suas primaveras e verões e outonos e invernos.

O amor que permanece para sempre permite a plenitude de cada estação. Delicia-se com as cores brilhantes e com a calidez dos dias bons. Aceita os dias escuros e chuvosos, o inverno frio e os ventos quentes do verão da discórdia, esperando que alguém diga: ‘Sinto muito. Eu estava errado. Eu amo você. Você me perdoa?’’

A igreja então se insere nesse contexto ajudando os casais a viverem num casamento harmonioso, permanente e que vivam a beleza a dois em todas as fases da vida.

A igreja não tem somente a responsabilidade de levar o Evangelho até os confins da terra. Essa é realmente é uma tarefa muito nobre e bíblica, mas se a igreja não procurar investir e ajudar os casais viverem a felicidade no casamento, felicidade essa que Deus idealizou para cada casal, essa igreja precisa repensar seus propósitos no mundo.

Essa ajuda vai se dar através de um ministério sério, continuo, de pessoas chamadas por Deus e capacitadas para o desempenho de tal tarefa.

Sério porque a igreja deve entender que o ministério com casais é algo tão importante como o ministério de missões e evangelismo.
Contínuo porque não deve ser pontual, que se reduz a um evento.
De pessoas chamadas por Deus porque esse ministério não deve ser entregue ao primeiro que passar em frente ao gabinete pastoral.
De pessoas capacitadas porque esse ministério vai trabalhar com gente, com casais que enfrentam os mais diversos e problemáticos assuntos.
Por: Gilson Bifano

#Compartilhar

Postagens Relacionadas

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »

1 comentários:

comentários