As Três fases do Casamento

As Três fases do Casamento Três fases do Casamento,Vejamos as três fases pelas quais pode passar um casamento, Rotina – É a fase em que não há mais tempo para as longas conversas, Segunda Fases Rotina, Terceira Fases Rancor. Pr Zaqueu Nery Medeiros Medeiros & Pra Marlene Medeiros Medeiros

O casamento

O casamento começa com uma escolha: nós escolhemos passar nossas vidas com uma pessoa em particular. Manter um casamento abençoado também requer uma escolha: ou ser parte do plano secular e mundano, ou submeter nossas vidas para ser parte do plano eterno de Deus.
A parceria no casamento é um ambiente ideal para estimular e desenvolver esses dons e habilidades. Como observamos no livro de Eclesiastes: "melhor é serem dois do que um... porque se caírem, um levanta o companheiro; ai, porém, do que estiver só; pois, caindo, não haverá quem o levante". Todo casal experimenta a verdade deste princípio: melhor é serem dois do que um.
Marido e esposa têm por objetivo se completarem um ao outro. Quando o homem é fraco, sua esposa é forte; quando ela tropeça, é ele que está ao lado dela para levantá-la. A vida é mais fácil quando dois corações e mentes se comprometem a trabalhar em conjunto para enfrentar os desafios do dia-a-dia.
Deus abençoe seu casamento!

Casais bonitos

Casais bonitos são aqueles que acima de namorados são amigos . brincam brincam tira sarro um do outro se mordem beliscam mas se amam de um jeito que nenhuma pessoa consegue duvidar . Amor não é só beijos e amassos amor e cuidado amor e carinho amor também é amizade

7º Palavras para melhorar uma relação!

Palavras para melhorar uma relação!
1. Te Amo:
Nenhum ser humano pode sentir-se realmente feliz até escutar que alguém lhe diga ” te amo”. Atrevasse a dizer a outra pessoa , a teu cônjuge, a teus pais, a teus irmãos, a teus filhos, se é que nunca fez, faz a prova e verá o resultado.
2. Te Admiro:
Na familia cada membro tem uma qualidade ou habilidade que merece reconhecimento : Todos em algum momento, sentimos a necessidade de que nós devemos reconhecer, por algum meta alcançada …..Quando foi a ultima vez que lhe disse isto a alguém?
3. Obrigado!
Uma necessidade básica do ser humano é a de ser apreciado. Não há melhor forma de dizer a uma pessoa que é importante pelo o que faz por nós, quando falamos um obrigada, não em uma forma mecânica, mas sim com um calor humano.
4. Perdoa-me, me enganei:
Dizer isso não é tão fácil , no entanto quando cometer um erro que ofenda ou prejudique a outras pessoas, aprenda a dizer com maturidade : ” perdoa-me, me enganei”
5. Ajuda-me te necessito:
Quando não podemos ou não queremos admitir e expressar nossa fragilidade ou necessidade de outros que estamos em um grave problema. Não te reprimas ! Peça ajuda! Isso também é é uma palavra muito importante!
6. Te escuto…fala-me de você
Quantas vezes disse a algum membro de tua família : ” Fala-me o que te acontece?”
Talvez muitos problemas e mal entendido se resolveriam se tão somente escutássemos o que nos tratam de dizer.
7. É especial!!!
É importante que os teus entes queridos saibam o quanto eles significam pra você .

Maridos Solitários, Esposas Solitárias

Maridos Solitários, Esposas Solitárias
O isolamento de outras pessoas nem sempre é ruim. O próprio Jesus tinha o hábito de isolar-se regularmente das multidões e ficar a sós com Deus, depois de um dia de trabalho em meio às multidões. Nessas ocasiões, ele orava e renovava suas forças. Mas, existe uma solidão maléfica, característica da sociedade em que vivemos. As pessoas podem viver numa mesma casa com muitas outras e ainda assim viver isoladas delas. Já que fomos criados como seres sociais, viver em isolamento geralmente provoca tristeza, depressão, angústia e, em casos extremos, o suicídio.
Isolamento acontece mesmo entre pessoas tão íntimas como marido e mulher. Diversas forças ativas na sociedade oderna estão separando marido e mulher cada vez mais para longe um do outro, em vez de produzir intimidade e mutualidade:
1) Numa sociedade tão complexa como a em que vivemos, experiências diferentes e sistemas de valores diferentes separam os casais. Antigamente, as pessoas nasciam e cresciam juntas num mesmo lugar. Hoje, elas vêm de passados completamente diferentes.
2) A sociedade moderna tem passado a idéia de que o casamento é um relacionamento na base de 50/50 (fifty-fifty). Isso é, cada um dá um pouco de si. Mas isso não funciona, na verdade. O padrão cristão é 100/100. No casamento, temos de nos dar inteiramente.
3) O egoísmo é provavelmente a maior ameaça à unidade do casal. Ser egoísta é buscar realização pessoal deixando o cônjuge de fora. Uma ilusão bastante comum é que marido e mulher podem obter sucesso independentemente um do outro e ainda ter um casamento bom. Na prática, quase nunca isso dá certo.
4) Outro fator de isolacionismo são problemas não superados. Os pesquisadores mostram que cerca de 70% dos casais que passam por experiências traumáticas – como perder um filho num acidente, ou ter um filho gravemente deficiente – se separam ou se divorciam.
5) A mídia tem popularizado a idéia de que aventuras extramaritais é algo normal. O fato é que, não somente o adultério consumado, mas o adultério emocional – uma amizade muito íntima com alguém do sexo oposto – provoca o isolacionamento dos cônjuges.
6) A pressão contínua do estilo de vida acelerado em que vivemos contribui para que cada vez mais vivamos estilos de vida separados uns dos outros.
7) Outro fator é nosso hábito de assistir TV. O problema é mais grave do que a violência mostrada na tela. Membros de uma família podem estar juntos na mesma sala assistindo TV, e estar perfeitamente isolados uns dos outros. À medida em que nos enfiamos em nossos casulos, mais e mais nos desconectamos uns dos outros.
A grande maioria dos moradores das grandes cidades – mesmo cristãos – raramente conhece seus vizinhos! Todo o moderno sistema de comunicação produzido atualmente pela sociedade tende a eliminar cada vez mais o contato humano: Internet, email, chat, etc.
O isolamento é uma ameaça séria mesmo para casais cristãos. Estes cristãos precisam perceber que se não tomarem as providências necessárias e se não tratarem dessa ameaça juntos, acabarão por viver isolados uns dos outros, mesmo debaixo do mesmo teto. Muitos casais casados têm sexo mas não amor. O erro típico que muitos casais cometem é não antecipar que problemas desse tipo podem ocorrer com eles. E quando os problemas surgem, são apanhados desprevenidos.
Vivemos num mundo cheio de problemas. A tentação de muitos, debaixo de pressão, é isolar-se, hibernar como um urso em sua caverna no inverno. Embora essa pareça uma alternativa atraente, é somente com o apoio de amigos que poderemos suportar as misérias desta vida. Fiquei impressionado com o que aconteceu recentemente no Japão, quando três empresários japoneses falidos enforcaram-se juntos no mesmo quarto de hotel. Numa sociedade individualista como a nossa, suicídios não acontecem assim! Mas se os japoneses conseguem ser solidários até na morte, será que não podemos aprender, na vida, a compartilhar nossa existência e experiências com outros?
O que podemos fazer, como cristãos, para vencer o isolamento? Aqui vão algumasdicas:
1) Busque maior intimidade com Deus, pela leitura da Bíblia e pela oração diária. Quando nos aproximamos de Deus, podemos melhor nos aproximar dos outros.
2) Planeje gastar tempo com seu cônjuge fazendo coisas que ambos apreciam.
3) As vezes o isolamento foi causado por uma atitude errada sua, com a qual o seu cônjuge ofendeu-se ou magoou-se. É preciso pedir perdão e buscar a reconciliação.
4) Às vezes quando a situação já se tornou muito complicada e difícil, é preciso procurar ajuda espiritual e psicológica. Pastores e psicólogos cristãos são geralmente treinados para oferecer apoio e soluções para casos assim.
Não permita que o isolamento acabe a alegria do seu casamento. Casados também podem ser felizes juntos!
Estudo disponível no site da Igreja Presbiteriana do Brasil
Autor: Rev.Augustus Nicodemus Lopes..

A crise no casamento

Pequenos conselhos grandes vitórias
A crise
A crise não desenvolve o nosso caráter, apenas revela quem somos. Em situações adversas, muitos manifestam a pessoa perigosa que são.
Para conseguirem o que precisam, passam por cima de tudo e todos. São capazes de cometer as maiores atrocidades. Outros se revelam fracos e tendenciosos ao refúgio da solidão, pensam que se esconderam do problema, ele desaparecerá.
Outros fingem que nada aconteceu. Passam uma "mão de cal" por cima do problema na tentativa de que ele fique ali, escondido. Elas se esquecem de que quando a pressão da chuva cai, ela molha a parede da indiferença e, então, é revelado todo ressentimento guardado no coração que estava escondido atrás daquela "camada de cal". Entretanto, existem aqueles que não escondem nem fingem não ver o problema.
São pessoas tementes a Deus, vigorosas, que partem determinadas em direção à resolução do problema, mas sem agredir, acusar ou infligir dor a quem trouxe dor. Agem assim à luz da graça de Deus, pela fé .
->Superando uma traição
Quando o ser humano é traído, o primeiro pensamento é morrer ou matar. O coração fica dilacerado. Quando isso acontece precisamos de uma intervenção de Deus para encontrar forças para superar, pois a dor é tão amarga como a morte.
Com estes parâmetros entramos em contradições. A pressão psicológica é muito grande sempre preocupamos com o que os outros vão dizer e esquecemos de nós mesmas. Neste momento Deus é muito importante em nossa vida, devemos: parar, pensar o que realmente queremos, para que possamos através de Deus encontrar um saída, e ouvir Dele e no tempo Dele, exatamente qual a direção, atitudes e pensamentos precisamos ter.
->Conquistando a auto-confiança
Todas as pessoas sabem que depois de uma traição não e fácil voltar a ter uma vida normal. É um desgaste muito grande. São muitas mágoas, dor e sofrimento, somente DEUS para reconstruir um coração dilacerado partido sem rumo.
Quando tudo isso acontece precisamos acreditar em DEUS para conseguirmos ficar de pé.
Saiba que você não esta sozinha neste barco; existe em DEUS que te ajuda superar pois te compreende e conhece todos os seus passos.
cofia nele e o mais tudo ele fara por você acredite DEUS existe e faz justça.
Quer ser feliz por um momento? Então se vingue.
Quer ser feliz para sempre? Então perdoe.

Os perigos que rondam o casamento

Os perigos que rondam o casamento
a vida conjugal moderna, o casamento de longo prazo está cada vez mais raro. As pressões são descaradas no sentido de se trocar de parceiros e parceiras. Vemos casos de maridos já de certa idade sendo pressionados para conseguir “algo melhor” porque suas esposas já não são tão jovens, nem tão “sexy”. Na vida, há situações que nos chamam e nos desafiam a uma batalha feroz. A luta para proteger o casamento, o compromisso conjugal e a fidelidade é uma delas. Hoje em dia, para fundamentar a decisão de envelhecer junto, o casal precisa planejar uma estratégia.
Ao contrário de seguir as tendências da sociedade contemporânea, vamos planejar como proteger nossos casamentos. “Portanto, o que Deus uniu ninguém separe” (Mateus 19.6). Para nos ajudar a atingir este imperativo dito pelo próprio Jesus, podemos usar nossas cabeças e identificar, na Palavra, diretrizes e sugestões para proteger nossos relacionamentos conjugais.
Vamos ver Provérbios, capítulo 5 a 7:
Faça de seu casamento uma relação divertida e exclusiva
“Beba das águas da sua cisterna, das águas que brotam do seu próprio poço. Por que deixar que as suas fontes transbordem pelas ruas, e os seus ribeiros pelas praças? Que elas sejam exclusivamente suas, nunca repartidas com estranhos. Seja bendita a sua fonte! Alegre-se com a esposa da sua juventude. Gazela amorosa, corça graciosa; que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela” (Provérbios 5.15-19).
“Fuja da infidelidade e da imoralidade sexual! É ilusório achar que um homem pode comprar uma revista erótica e dizer que só lerá a entrevista”.
Esta passagem não deixa dúvidas de que uma boa maneira de proteger a fidelidade conjugal é ambos se divertirem, embriagando-se em carícias um com o outro. O maior problema dos casais, especialmente nos grandes centros urbanos, é a falta de tempo para cuidar de seu relacionamento. Por isso, a vida sexual fica monótona. Quando a insatisfação se instala, ficamos vulneráveis a qualquer pessoa que pareça nos compreender. Muito triste, mas verdadeiro, é o fato de que, além de nossa própria cobiça, o Diabo não mede esforços em sua luta para destruir as famílias e os lares.
Faça um compromisso com a fidelidade mental
“Eles o protegerão da mulher imoral e dos falsos elogios da mulher leviana. Não cobice em seu coração a sua beleza, nem deixe seduzir por seus olhares, pois o preço de uma prostituta é um pedaço de pão, mas a adúltera sai à caça de vidas preciosas. Pode alguém colocar fogo no peito sem queimar a roupa? Pode alguém andar sobre brasas sem queimar os pés?” (Provérbios 6.24-28).
Estes versículos declaram que o caminho da fidelidade conjugal passa pelos sentimentos e pensamentos. Não posso deixar de destacar a importância da disciplina da leitura bíblica e da oração diária, assim como o cuidado com relacionamentos com pessoas do sexo oposto. Tiago 1.14 adverte que o pecado tem início em nossas mentes e em nosso coração. Pensamentos, flertes, literatura sexualmente sugestiva e pornográfica estimulam a infidelidade e a imoralidade sexual. Fuja delas! É tão ilusório achar que uma criança pode entrar na confeitaria e sair sem comer nada quanto um homem adulto comprar na banca uma revista erótica e dizer que só lerá a entrevista!
Não corram riscos desnecessários
Em Provérbios 6 e 7, encontramos um homem fraco e insensato ouvindo as sugestões da mulher adúltera. Ele: 1. Parou na praça ou na rua onde estavam as prostitutas 2. Permitiu que uma delas o beijasse 3. Ouviu suas ofertas 4. Foi seduzido pelas palavras daquela mulher e… Pronto! “Imediatamente ele a seguiu como um boi ao matadouro, ou como o cervo que vai cair no laço” (Provérbios 7.22).
Quando os outdoors, as propagandas da televisão (mesmo em horários familiares) e a mídia, em geral, despejarem tentações à infidelidade, podemos meditar nas palavras de Paulo a Timóteo, seu filho na fé: “Fuja dos desejos malignos da juventude e siga a justiça, a fé, o amor e a paz com aqueles que, de coração puro, invocam o Senhor” (2 Timóteo 2.22). O que podemos fazer como casais, para evitar os riscos que nos empurram à infidelidade? Bem, cada pessoa vive em um contexto diferente, a área de vulnerabilidade varia, mas vou falar sobre o que eu faço para me ajudar neste aspecto.
° Mandei colocar um vidro na porta do meu escritório para me proteger das ciladas de Satanás quando estou aconselhando uma mulher.
° Não aconselho pessoas após o fim do expediente do escritório e depois de os funcionários terem ido embora.
° Não aconselho mulheres em suas casas, a não ser na presença de seus maridos.
° Não viajo sozinho com mulheres, a não ser com a minha.
° Lembre-se das avassaladoras conseqüências da infidelidade:
° Entristece o Senhor Deus que nos redimiu
° Arrasta o sagrado nome de Deus à lama
° Segue o mesmo caminho daqueles que se tornaram desqualificados para o ministério por terem caído em imoralidade
° Impõe uma dolorosa ferida
° Faz desaparecer o respeito e a confiança
° Machuca também os filhos, causando-lhes vergonha e dor.
° Destrói todo o exemplo que dá credibilidade junto aos filhos, anulando a possibilidade de ensinar-lhes os preceitos de Deus.
° Cria o risco de a esposa ou o marido não conseguir perdoar
° Aniquila o respeito próprio
° Incute um terrível sentimento de culpa: Deus perdoa, mas muitas vezes a pessoa não consegue se perdoar.
° Gera marcas que podem prejudicar o relacionamento com o cônjuge. Que preço terrível a ser pago pela infidelidade! Será que vale a pena? A resposta, definitivamente, é “não”!
Devemos nos conscientizar de que o perigo é real e nos armar de forças para construir as cercas de proteção ao nosso redor e ao redor de nossas famílias. “O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros” (Hebreus 13.4).
Pastor Jaime Kemp

Ministerio de Casais Amovc no Instagram

#Agora você pode nos acompanhar também pelo I#nstagram. Fotos do nosso dia-a-dia, de #lugares que visitaremos, de coisas legais fotos de eventos ...
https://www.instagram.com/ministeriodecasaisamovc/?hl=pt-br
Pr. #Zaqueu Medeiros & Pra. Marlene Medeiros
#Conferencista na área de #família.

Casal de Pastores, Zaqueu Medeiros e Marlene Medeiros.

C
asal de Pastores, Zaqueu Medeiros e Marlene Medeiros.
Ministério Amovc
Recebendo uma homenagem pela Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro. Gesto de agradecimento pelo seu trabalho em prol das famílias Obrigado Bispo João Mendes.
Pr Zaqueu Nery Medeiros Medeiros
Pra Marlene Inacio Medeiros Inacio
Conferencista na área de família

VENCENDO AS BARREIRA DA COMUNICAÇÃO NO CASAMENTO

VENCENDO AS BARREIRA DA COMUNICAÇÃO NO CASAMENTO
Precisamos vencer as barreiras para que elas não venha nos derrotar.
Mas como?
Vamos refletir nesses fundamentos 👇
1 – Vencendo com amor
O amor é o fundamento de tudo o que fazemos. Eu uso dizer, que para ser uma boa cozinheira é preciso amar cozinha, caso contrário, nem a própria cozinheira terá apetite pelo prato depois de pronto.
l Co 13.1-13 Paulo Diz: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos e não tivesse o amor ( ou caridade), Seria como o metal que soa, ou como o sino que tine......”. No último versículo, o 13 Paulo da o chek mate “Mas a maior desta é o amor”.
O amor nunca falha leia I Co 13.8. Pode haver diferenças de opiniões, diferença personalidade, porem, tudo deve ser vencido com amor.Essas diferenças que existem em cada pessoa enfatiza o fato que esforços são necessários para romper os obstáculos que interrompe a comunicação, e isso só com o verdadeiro amor
2 – Renuncias necessárias
a- Saber ouvir
Quem não é um bom ouvinte, não pode ser um bom falante, isso exige renúncia de nossa parte. Saber ouvir exige humildade. Tg 1.19 “Sabei isto, meus amados irmãos;todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar”.
Aprenda isso; Deus nos deu dois ouvidos e uma boca, caso contrário , teria nos dado duas boca e um ouvidos só. Isso parece simples, mas tem grande significado.
Quando a boca está aberta, a mente para de coletar conhecimento, portanto para crescer em conhecimento, não é a boca deve estar aberta, mas sim os ouvidos.
Para que nosso casamento seja uma benção, temos que tomarmos conhecimento das coisas que nós envolvem, bem como de toda família. Ouvir tudo, antes de tomarmos qualquer decisão ( falar). Não falhe em ouvir; ouvir não custa nada, porém o falar "muito".
Ninguém é obrigado a falar, no entanto depois que falar deve sustentar o que falou.
Ferir com palavra é muito fácil, o difícil é curar a ferida e tirar a cicatriz que ficam. Cale-se quando for necessário.
b- Ouvir com atenção e boa vontade
Não basta somente ouvir, é preciso ter boa vontade para entender, se quiser dar conselhos sábios. Pv. 18.15 “O coração do sábio adquire conhecimento, e ouvido do sábio busca a ciência”.
Buscar ciência, é buscar objetivos claro para toda a família.
DEUS TE ABENÇOE SEMPRE!
ADRIANA RODRIGUES VITORINO

Semana da Família, Pr Zaqueu Medeiros &Pra Marlene Medeiros

Semana da Família, São Pedro da aldeia, Endereço. Rua Silva jardim 555 Campo redondo, dia 28 de Maio 2017 as 9hs 
Chegando em São Pedro da aldeia ir sentido cabo frio, Informações, 
Telefoene 55 22 99286-8821 Procurar Gesse Pereira Azevedo
Pr Álvaro marinho.
Palestrante:Pr Zaqueu Medeiros & Pra. Marlene Medeiros

Pr. Zaqueu e Pra. Marlene,

Pr. Zaqueu e Pra. Marlene, um dos maiores palestrantes do Brasil na área familiar, há 15 anos vem desenvolvendo trabalho de terapia e reconstrução de lares cristãos. De segunda a sábado transmite o programa Falando de Família na Rádio Record 990am, http://radiocontemporanea990.com.br/ sempre às 22h as 23h Para conhecer mais de seu trabalho acesse: www.ministerioamovc.com.br
Pr Zaqueu Medeiros & Pra. Marlene Medeiros.

As Palavras têm força e matam

As Palavras têm força e matam
Palavras matam aos poucos quando causam constrangimento: quem ouve quer se esconder ou desaparecer de vez, deixando claro que melhor seria se as tais palavras não tivessem sido pronunciadas.
Palavras matam aos poucos quando ferem: quem ouve sente uma dor como se alguém tivesse arrancado um pedaço seu, um pedaço da esperança, da confiança, da beleza.
Salomão, veja; (Provérbios 25:11) “Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo”.
Nossas palavras deverão servir para edificação, consolo, conforto e de amor cristão, (Efésios 4:29) “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem”. Amar com amor genuíno, puro e santo, não só de língua, leia o que está escrito em (1 João 3:18) “Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade”. Quem ama o próximo, suas palavras são comedidas.
Pr Zaqueu Medeiros.

12 coisas que farão seu marido feliz


12 coisas que farão seu marido feliz
Não existem regras para bons relacionamentos, nem mesmo para a felicidade. Até porque o que faz uma pessoa feliz, nem sempre faz a outra. Também não temos poder de dar a felicidade para alguém, por maior que seja esse nosso desejo, cada pessoa tem de procurar a sua própria maneira de ser feliz. Entretanto, podemos nos dedicar a facilitar esse caminho, propiciando motivos para que o outro, caso deseje, sinta-se feliz.
Esse não é um artigo machista, ninguém está propondo que a mulher seja a única a se doar num casamento. Muito pelo contrário, um bom relacionamento amoroso só acontece se ambos contribuírem e trabalharem por isso. Mas seguindo o enfoque a que esse artigo se propõe, pensemos em algumas ações possíveis de provocar grande satisfação em seu marido:
1- Seja absolutamente sincera
Isso é fundamental, pois nenhuma ação forçada surtirá qualquer efeito positivo. Decida pelo que vai fazer para agradar seu marido e o faça com naturalidade.
2- Busque compreender o universo dele
Não espere que ele pense como você, pessoas são diferentes e, além disso, não é à toa que se diz “sexos opostos”. Procure entendê-lo em sua singularidade e respeite-o como ele é.
3-Surpreenda-o
Procure sair da rotina e agir de forma inusitada, isso é estimulante. Se vocês têm filhos, eles também gostarão de fazer um passeio diferente na casa dos avós ou amigos. Crie ambientes românticos e que propicie envolvimento entre vocês.
4- Agrade-o em pequenas ações
Nem sempre são necessárias grandes realizações para agradar seu marido, faça isso nas pequenas coisas do dia a dia. Fazer a comida ou sobremesa preferida dele ou quaisquer outros pequenos gestos costumam agradar muito.
5- Seja parceira
Mostre disposição em acompanhá-lo; isso também é companheirismo. Seja uma esposa agregadora, inclua seu marido em todos os setores da sua vida e esteja disponível para pertencer ao mundo dele também.
6- Cuide da sua aparência
Cuide de si mesma, do seu corpo, rosto, cabelos, etc. Quando você se sente bem e bonita transmite essa sensação e se torna muito mais interessante e bela.
7- Seja mais objetiva
Não espere que ele entenda o que você deseja sem ser objetiva; lembre-se que ele não pode adivinhar seus pensamentos. Procure ser mais clara e objetiva. Fale de seus sentimentos e faça pedidos diretos.
8- Não se ressinta tanto
Emburrar, brigar e se magoar o tempo todo mina qualquer relação. Reflita sobre seus sentimentos e analise se não está fazendo “tempestade em copo d’água” como diz o ditado popular. Lembre-se também que o perdão faz parte dos bons relacionamentos.
9- Tenha bom humor
Talvez não seja possível estar sempre de bom humor, mas o contrário também é verdadeiro. Desenvolver a alegria é muito importante na vida e faz toda a diferença no dia a dia. Divirta-se com seu marido; rir à toa juntos é sempre a melhor medida.
10- Dê espaço a ele
A falta de respeito à individualidade é um dos grandes problemas dos casamentos. Seja autoconfiante e permita que seu marido desenvolva as atividades que lhe comprazem. Desde que haja respeito não há qualquer mal nisso.
11- Demonstre interesse pelos assuntos dele
Converse com seu marido sobre os assuntos que lhe dizem respeito, ouça com atenção sobre o seu trabalho ou questões familiares. Seja motivadora e elogie sempre que seu marido estiver inseguro ou desmotivado.
12- Conheça os desejos dele
Para agradar seu marido é essencial conhecer suas vontades para saber do que ele gosta. Isso é muito importante também no relacionamento sexual, satisfazer os desejos do esposo, contanto que não fira seus valores, pode ser uma experiência prazerosa para ambos.
Além de tudo o que foi citado acima, é relevante criar suas próprias ações baseadas na sua vontade e na de seu marido. Afinal cada homem é diferente e só entendendo ele você vai saber como agradá-lo realmente.

A diferença entre a PAIXÃO e o AMOR PAIXÂO:

A diferença entre a PAIXÃO e o AMOR PAIXÂO:
1- A paixão romântica pode surgir diferente, como o raio corta o céu.
2- A paixão romântica acontece por você achar alguém o máximo, sem, no entanto, conhecer suas qualidades ou defeitos.
3- A paixão, na verdade, vê a outra pessoa como um meio de se conseguir alguma coisa: segurança, carinho, sexo, etc
4- É possível apaixonar-se por duas ou mais pessoas ao mesmo tempo
5- Uma pessoa apaixonada “vive nas nuvens”, fora da realidade
6- Para o apaixonado, o visual da outra pessoa é fundamental
7- A paixão aprecia estar com a outra pessoa pela excitação sexual que ela provoca
8- Uma pessoa apaixonada usa “máscaras” para agradar sempre e não decepcionar o outro
9- As afinidades nem sempre são fortes e definitivas. A atração é mais física do que emocional e intelectual
10- Os pais acham que, antes de pensar em algo mais sério, é preciso dar mais tempo
AMOR:
1- O amor cresce devagar, como uma árvore
2- O amor continua crescendo mesmo depois de perceber que a outra pessoa dá “suas mancadas”
3- O amor está interessado no bem-estar e felicidade da outra pessoa
4- O amor se dedica exclusivamente a uma só pessoa
5- O amor sonha, mas sem exageros. Sabe equilibrar os sonhos com a realidade
6- Para quem ama, o relacionamento total é mais importante do que a atração física
7- O amor gosta de estar com a outra pessoa por amizade, companheirismo, carinho.
8- O amor é o que é. Não tem medo de mostrar falhas e virtudes
9- Há muita afinidade. Interesses, alvos, valores, atividades, ou mesmo só uma boa conversa
10- Os pais apreciam a pessoa com quem se está namorando e incentivam para que se conheçam melhor.
Jaime Kemp

Admiradores do Ministerio Amovc

Admiradores do Ministerio Amovc Acesse: https://www.facebook.com/Admiradores-do-Ministerio-Amovc-1…/ Esta comunidade é ponto de encontro das pessoas que gostam Mensagem do Amovc. Conheça um pouco do trabalho realizado pelo Pr Zaqueu Medeiros e Esposa

O Casal mais amado do brasil evangelico

Pastor da Igreja Assembleia de Deus - Tijuca- RJ, onde moro. Sou casado com Marlene Inácio Medeiros e pai de dois filhos, Rafael Medeiros s e Matheus . ). bacharel em teologia pela (EPOE-Epoe Escola De Preparação De Obreiros Evangélicos Rio De Janeiro Ano 1989), com especialização em aconselhamento pastoral e terapia de casais, exerce um ministério específico com famílias desde 2000. tendo ministrado em todo o Brasil , estados unidos

Jantar de casais com Palestra

Jantar de casais com Palestra, dia 17.12.2016 as 19h- Rio de Janeiro-RJ
Apenas 75 vagas, Cento e dez reais o casal, lindo buffet.
Acesse: http://www.hotelsaofrancisco.com.br/
Rua Visconde de Inhaúma, 95 - Centro
Rio de Janeiro, RJ
Maiores informações (021) 2121-1205 ( GABRIELLA OU CAROL) e no e-amail: Eventos@hotelsaofrancisco.com.br.
Apenas 75 vagas, Cento e dez reais o casal, lindo buffet.
Palestrante: Pr Zaqueu Medeiros & Pra. Marlene Medeiros.